Nova abordagem da estratégia marítima para o Atlântico

Nova abordagem da estratégia marítima para o Atlântico

17.09.2021

O relatório de Isabel Estrada Carvalhais foi aprovado em plenário, por larga maioria (664 votos a favor, 8 contra e 21 abstenções). “Foi com muito apreço e satisfação que vi as minhas propostas de melhoria à comunicação da Comissão Europeia serem aprovadas”, disse a relatora dos Socialistas e Democratas (S&D) no Parlamento Europeu.

O documento destaca a necessidade de adicionar uma componente social mais forte, que crie mais oportunidades para criação de empregos justo, para a formação e educação, com um foco em particular nos jovens.

A carência de atenção a diversas áreas relevantes para o desenvolvimento sustentável da economia azul, como é o caso das pescas e da aquacultura e do turismo sustentável, a necessidade de dar especial atenção às regiões ultraperiféricas do Atlântico, o apoio à proposta de criação de uma macrorregião atlântica, são outras questões em destaque no relatório.

O obejtivo é “melhorar a coordenação da utilização dos fundos europeus, impulsionando projetos ambiciosos” além de “reforçar a inclusão das autoridades regionais e o papel das regiões ultraperiféricas (RUP), privilegiando as sinergias entre a dimensão marítima e a coesão económica, social e territorial”, explicou Isabel Estrada Carvalhais.