Dignificar os pescadores e atrair novas gerações

Dignificar os pescadores e atrair novas gerações

16.09.2021

O Parlamento Europeu aprovou um relatório de iniciativa de Manuel Pizarro que reclama uma revisão legislativa no setor europeu das pescas. O objetivo é dignificar a profissão de pescador, melhorar as condições de trabalho e atrair novas gerações. O primeiro relatório de avaliação de dados sociais no setor da pesca, datado de 2017, contabiliza cerca de 150 mil pessoas empregadas na frota de pesca da União Europeia, 63% dos quais com idade superior a 40 anos. Em Portugal a média de idades é de 50 anos.

“Estes números dão razão ao que a generalidade dos Estados-membros e dos parceiros na fileira da pesca afirmam há pelo menos duas décadas: os pescadores têm idade cada vez mais avançada e é cada vez mais difícil atrair novas gerações para a pesca. O diagnóstico está feito há muito, mas tardam medidas para contrariar a situação”, lamenta o parlamentar socialista que, por este motivo, avançou, no Parlamento Europeu, com um relatório de iniciativa sobre o tema. Com título “Fishers For The Future”, em português “Pescadores Para o Futuro”, o documento faz um levantamento dos problemas que o setor europeu das pescas enfrenta e elenca as medidas que devem ser tomadas no plano da União Europeia.

O relatório apresenta recomendações concretas ao nível da melhoria das condições de trabalho, habitabilidade e segurança a bordo das embarcações; da melhoria da formação e do reconhecimento da mesma a nível europeu; do equilíbrio de género e da valorização do papel desempenhado pelas mulheres em todo o setor; e do reconhecimento económico, social e ambiental da atividade pesqueira.

“Reconhecer e valorizar os pescadores é uma outra dimensão de grande relevância para o futuro. Há que combater os preconceitos de que os pescadores são predadores interessados apenas em explorar os recursos sem pensar no futuro. Até porque os pescadores são e serão cada vez mais, na verdade, os nossos Guardiões do Mar, o garante de que consumimos alimentos saudáveis, provenientes de produção sustentável e de habitats em bom estado ambiental, contribuindo para a saúde alimentar de todos os europeus”, esclarece Manuel Pizarro. O eurodeputado acredita que, só valorizando e dignificando a atividade pesqueira, é que se podem atrair novas gerações, daí defender que “investir nos pescadores é investir no futuro.”

O relatório de Manuel Pizarro já tinha sido aprovado por unanimidade na Comissão das Pescas, a 16 de junho , um facto raro no Parlamento Europeu, que mostra bem o amplo consenso que se reuniu em torno dos problemas que a pesca e os pescadores enfrentam atualmente, bem como das medidas necessárias para os colmatar.

Recorde-se que Manuel Pizarro é membro da Comissão das Pescas do Parlamento Europeu e, nessa qualidade, foi o proponente do relatório de iniciativa “Fishers For The Future” (“Pescadores Para o Futuro”). Os “relatórios de iniciativa” são importantes instrumentos parlamentares que, embora não tenham força legislativa, contribuem, em larga escala, para moldar, de forma informal, a agenda política da União Europeia.